Início » NOTÍCIAS » Parada Gay e Semana da Diversidade trarão várias atrações em 2013

Parada Gay e Semana da Diversidade trarão várias atrações em 2013

Cortejo Afro, Jota Velloso, Carla Cristina, Cabeça de Nós Todos, Samba Maria, Aloísio Menezes, Bailinho de Quinta e Gabriel Póvoas estão entre os confirmados

Weslen Moreira, Paulete Furacão, Marcelo Cerqueira, Domingos Leonelli e Fabíola Mansur

Sob o tema “Somos milhões: estamos em todos os lugares”, 12 atrações musicais, que serão divididas entre palcos, trios elétricos e praças do centro de Salvador, se apresentam durante a 12ª Parada Gay da Bahia, em 8 de setembro, encerrando a II Semana da Diversidade, que será aberta oficialmente no dia 2. Os setores envolvidos reuniram-se na tarde desta segunda-feira (12), no Centro de Convenções da Bahia, para apresentar a programação do evento, que é organizado pela Bahiatursa e o Grupo Gay da Bahia.

Festival de cinema, feira de artesanato e artes em geral, apresentações de transformistas e seminários de conscientização e combate à homofobia estão programados para acontecer durante toda a semana para a qual é convidada a população em geral, independente de classe social, etnia ou orientação sexual. A intenção é transformar o evento num atrativo para o público LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) da Bahia, os turistas e todos aqueles que se aliam à luta pela diversidade sexual.

Estiveram presentes Domingos Leonelli (Secretária de Turismo do Estado da Bahia), o ativista Marcelo Cerqueira (Grupo Gay da Bahia), Olívia Santana (Chefe de Gabinete da Setre) e (Secretaria Estadual da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos), entre outros. Representando a classe artística, também marcaram presença Alberto Pita (Cortejo Afro) e os cantores Aloísio Menezes e Cláudia Costta.

O ponto alto da Semana da Diversidade será mesmo o desfile de 12 trios elétricos dos artistas convidados de todos os ritmos, que vão do samba à axé-music, passando pela música eletrônica, no dia da Parada Gay. Já  estão confirmados entre as atrações Cortejo Afro, Jota Velloso, Carla Cristina, Marcia Bellas, Cabeça de Nós Todos, Samba Maria, Cláudia Costa, Aloísio Menezes, Bailinho de Quinta, Gabriel Póvoas, Afro Jhow e Sine Calmon.

epresentantes do movimento LGBT, da classe artística e autoridades participaram do evento. (Foto: Rita Barreto/Setur)

Um Festival de Cinema está programado na Biblioteca Pública do Estado, nos Barris, com cerca de 25 filmes da mostra competitiva do Mix Brasil, entre curtas, médias e longas-metragens. Os seminários contarão com a participação da ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, e do ex-ministro da Saúde, José Gomes Temporão. O deputado federal Jean Wyllys também está confirmado no evento.

Turismo
Domingos Leonelli ressaltou a divulgação do evento durante a Parada Gay de São Paulo, realizada no último dia 6 de junho. Na ocasião, que contou com show de Daniela Mercury, a Setur-BA realizou uma pesquisa com 1.037 entrevistados para saber os gostos dos ativistas presentes. A amostra registrou que 96,2% dos entrevistados gostariam de participar da Parada Gay da Bahia.

“A Parada e Semana da Diversidade significam uma vertente de valorização da cultura baiana. Tenho certeza que é um segmento econômico forte e que pode gerar renda e empregos. O público gay consome bastante e é mais sensível. Gosta de teatro, cinema, bons restaurantes e várias atividades culturais”, disse o secretário.

Para Marcelo Cerqueira, a pesquisa trouxe novas possibilidades de abordagem sobre o assunto. “Essa pesquisa nos abriu os olhos sobre coisas que a imprensa noticia mas que ainda não se tinha dados concretos. Vamos qualificar profissionais e deixar a Parada mais organizada, assim como acontece com o Carnaval. Aliás, não vejo nenhum problema em comparar o movimento com a folia de Salvador. São dois eventos importantes, mas com lógicas diferentes”, afirmou.

Já Weslen Moreira, diretor de serviços turísticos, elencou, entre os parceiros, as secretarias estaduais de Cultura (Secult), de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), de Comunicação Social (Secom), da Saúde (Sesab), do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), da Justiça Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), além da Prefeitura de Salvador. “Algumas operadoras já estão fazendo pacotes, mas a hotelaria e os restaurantes precisam fazer ofertas especiais para receber o público. O turista gay tem que ser bem tratado por todos os segmentos”, enfatizou Moreira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: