Início » NOTÍCIAS » “Quem sou eu para julgar” Declarações do Papa Francisco considerada pro LGBT vira bandeira de luta contra a homofobia em Parada Gay.

“Quem sou eu para julgar” Declarações do Papa Francisco considerada pro LGBT vira bandeira de luta contra a homofobia em Parada Gay.

“Quem sou eu para julgar” Declarações do Papa Francisco considerada pro LGBT vira bandeira de luta contra a homofobia em Parada Gay.
PARADA GAY LAURO DE FREITAS CARTAZ 2015

A campanha divulgando a 9ª Parada Gay de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador sugere aos católicos e a população em geral que antes de atacar um LGBT, faça autocrítica. Se não tiver pecado, atire a primeira pedra.

Salvador, Bahia, 13 de agosto de 2015 – Da assessoria.

Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, deve receber milhares de pessoas da região para celebrar a diversidade por ocasião da realização da9ª Parada do Orgulho Gay domingo, 16 , a partir das 14h, na Avenida Beira Rio, paralela Estrada do Coco.A programação que segue até as 20h consta Djs, banda Topera e M18 como principais atrações confirmadas.

Para celebrar a diversidade a organização escolheu este ano como tema a expressão“Quem sou eu para julgar”, que já esta sendo divulgada por meio de cartazes e folhetos, como mote da Parada Gay.  A frase destina-se aos católicos baianos e população em geral e foi baseada em umadeclaração do Papa Francisco feita em julho de 2013. Ao se referir aos homossexuais e a relação com a igreja católica o pontíficedeclarou ‘Se um gay busca Deus, quem sou eu para julgar’, na época a frase causou muita polêmica entre os setores conservadores da Igreja Católica, entretanto foi recebida pelos homossexuais como alívio e abertura das portas da Igreja para aqueles que sofriam entre a fé e sua orientação sexual. Os autores da iniciativa são Alan Nery,Alex Fraga,  Djair de Deus,  Duzinho Nery e Paulo Lago que juntos respondem pela coordenação organizadora do evento.

A divulgação da mensagem por meio da campanha tem endereço certo. Destina-se aos católicos e sobretudo evangélicos sugerindo seguir o exemplo do pontífice: antes de atacar a honra e dignidade de um gay, lésbica, travesti ou transexual com base na sua orientação sexual ou gênero, faça auto crítica e se não tiver pecado, atire a primeira pedra. De acordo com Duzinho Nery, que compõe a organização do evento a campanha não tem finalidade de provocação: “ queremos  que cada um viva e deixe o outro viver em paz” disse.  O ativista cita como exemplo a situação seguinte. “Um pai ou mãe aceita que um filho, adultere um documento,compre uma carteira de estudante, um diploma de conclusão de curso para conseguir um emprego, mas não aceita que a vizinha tenha um filho gay” desabafou informando ainda que na cabeça de pessoas como estas, essas falsificações não seriam crime, mas ser homossexual sim.

O evento este ano rende homenagens ao/a s artistas engajados e ativistas que atuam na defesa dos direitos da categoria, que de acordo com a organização, ainda são  vítimas das mais cruéis expressões do preconceito, como homofobia, lesbofobia e transfobia. A cantora baiana Elaine Fernandes recebe faixa de madrinha, a modelo Tina Nunes, princesa do carnaval de Salvador em2015,recebe faixa de princesa e na categoria de ativismo Luiz Mott e Marcelo Cerqueira homenagens especiais.  Conhecido como decano Luiz Mott é fundador eatual presidente de honra do Grupo Gay da Bahia (GGB) ,etnohistoriador e professor titular aposentado de Antropologia na Universidade Federal da Bahia, um destacado ativista brasileiro em favor dos direitos dos civis da categoria, conheça a história do agraciado.

(17)

Luiz Mott, fundador do GGB recebe homenagem durante o evento.

Paulistano filho da escritora Odete de Barros Mott e do italiano Leone Mott , após mestrado na Sorbonne,  lecionou  na Unicamp, sendo convidado pela professora Consuelo Ponde de Senna, para o departamento de Antropologia da Ufba em 1979.  Na Bahia, andando na Barra com seu então namorando, um jovem sociólogo, Mott foi agredido com um soco e insultado por  um homem no Farol.  Diante dessa agressão violenta o professor decidiu fundar o Grupo Gay da Bahia, publicando um anúncio no jornal Lampião da Esquina, convidando as “bichas da Bahia a rodar a baiana”, foi assim que nasceu o GGB em 28 de fevereiro de 1980, hoje com 35 anos de fundação. Por mais de duas décadas o GGB e Luiz Mott desconstruiu praticamente sozinho o estigma da Aids e o preconceito contra os homossexuais. Luiz Mott foi o autor do primeiro folheto de prevenção ao HIV/Aids junto aos gays, deficientes visuais e povo de santo, também protagonizou a primeira pichação pública contra o preconceito com as frases “ cheguei sou gay”.

marcelo cerqueira ggb bahia

Atual presidente do GGB, Cerqueira também recebe homenagem da organização do evento.

Na categoria ativismo recebe homenagem Marcelo Cerqueira,atual  presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB). Cerqueira foi um dos incentivadores da criação do movimento lgbt na cidade, teve intensa participação da realização da I Parada Gay de Lauro realizada na Orla de Ipitanga em 10 de setembro de 2006 e ainda incentivou à criação do grupo gay local. Atuou como Diretor do Departamento de Gestão Ambiental e Coordenador do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e Serviço de Atenção Especializada (SAE) da prefeitura municipal.  As homenagens seguem reconhecendo parceiros da causa na cidade. O médico Emanuel Carvalho ex-vereador e atual subsecretário da Secretaria Municipal de Saúde será o padrinho. Mais honrarias, na sequência, asdrag-queens Silvana Paranhos e Claudia Falcão, rainha e princesa, respectivamente, animam o  trio oficial durante o percurso.

Durante o evento serão  realizadas atividades de prevenção da Aids e promoção à saúde com distribuição de folhetos educativos e preservativos. A 9ª Parada Gay é conta com apoio da Prefeitura Municipal, Arte Gay, Tami Costa, Zoom Imagem, Duplik e Fórum Baiano LGBT e Grupo Gay de Lauro de Freitas (GGLF).

SERVIÇO:

O que: 9ª Parada do Orgulho Gay de Lauro de Freitas;

Quando: domingo,16 de Agosto;

Horário: 14h às 20h;

Concentração: Estrada do Coco, proximidades da Loja Mega Insinuante.

Telefone de contato (71) 8704 3494 Duzinho Nery

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: