Início » NOTÍCIAS » Fabíola quer cumprimento de lei que obriga distribuição gratuita de preservativos em motéis

Fabíola quer cumprimento de lei que obriga distribuição gratuita de preservativos em motéis

 

Fabiola aids lançamento

Salvador, 29 de janeiro de 2016 –  Preservativos masculinos e femininos são essenciais à prevenção das doenças sexualmente transmissíveis, como HIV/Aids, Hepatite B, HTLV, entre outras. Dados fornecidos pela Secretaria Estadual de Saúde mostram que, entre 2004 e 2012, o número de casos de infecção pelo vírus HIV saltou de 1256 para 1826 na Bahia, um aumento de 45,38%. Segundo Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, a maior concentração dos casos de HIV/Aids no Brasil está nas pessoas com idade entre 25 e 39 anos, para ambos os sexos.

Preocupada com o aumento do número de casos de DST/AIDS na Bahia e com a necessidade da ampliação da política pública de conscientização, a deputada estadual Fabíola Mansur tem se manifestado em defesa da aplicação da lei estadual 9.201, de 2004, que torna obrigatória a distribuição gratuita de preservativos por motéis, hotéis, hospedarias, casas ou estabelecimentos do gênero. A parlamentar –histórica militante dos movimentos sociais na luta contra as DST’s, tendo participado de várias reuniões na SESAB ao lado de ONG’s que militam no setor – defende a aplicação da lei e uma ampla campanha de conscientização sobre o tema.

Para discutir a aplicação de lei, com foco inclusive no Carnaval de Salvador, foi realizada nesta quinta-feira (28) reunião no Centro Estadual Especializado em Diagnostico Assistência e Pesquisa (CEDAP), unidade pertencente à SESAB e referencia para DST/HIV/AIDS do Ministério da Saúde. Além de profissionais do sexo e representantes dos movimentos sociais, participaram da atividade o presidente do GGB, Marcelo Cerqueira; Nilda Nunes Ivo, coordenadora DST/AIDS e Hepatites Virais/SESAB, Rivia Barros, Diretora da Vigilância Sanitária e Saúde Ambiental do Estado/Divisa, e Miralba Freire, diretora do Cedap.

Na reunião, ficou demonstrada a urgência de uma política permanente de comunicação informando à população do direito de ter assegurada a distribuição gratuita de preservativos nos estabelecimentos mencionados na lei estadual. Uma das sugestões apresentadas foi de criação de uma lei que obrigue a fixação do conteúdo da lei nesses locais. Presente à reunião, o mandato da deputada Fabíola Mansur se comprometeu em elaborar um projeto de lei neste sentido. Além disso, a parlamentar vai promover ações virtuais chamando atenção para a gravidade do assunto, inclusive lançando a campanha “Estabelecimento Amigo da Prevenção Distribui Gratuitamente”.

“Devem ser comemorados os avanços no diagnóstico e tratamento, que tem assegurado melhor qualidade de vida às pessoas infectadas, mas é preciso manter a vigilância. O mais recente Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde não deixa dúvidas sobre o avanço da epidemia, inclusive concentrada em populações-chave que respondem pela maioria de casos novos do HIV em todo país, como gays e homens que fazem sexo com homens, travestis e transexuais, pessoas que usam drogas e profissionais do sexo. Preocupa sobretudo o crescimento de aids na juventude (15 a 24 anos), além do grande número de gestantes infectadas com o HIV. Sabe-se que, desde 2000, é maior o número de gestantes entre 25 a 29 infectadas”, afirmou a deputada Fabíola.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: