Início » NOTÍCIAS » Salve 28 de junho internacional do Orgulho LGBT

Salve 28 de junho internacional do Orgulho LGBT

Anúncios

Salvador, Bahia, 27 de junho de 2018 – Por Marcelo Cerqueira

Passados trinta e sete anos de fundação do Grupo Gay da Bahia (GGB), em Salvador, pelo antropólogo Professor Luiz Mott, ativista combativo e intransigente na defesa dos direitos civis dos LGBTs, hoje já temos alguns direitos, mas indivíduos LGBTfobicos fortalecidos pelo golpe de 2016 se mostraram com maior força e colocaram nossos direitos na contra pauta das agendas conservadoras dos movimentos de extrema direita. Eles usam da mentira e dissimulação, manipulando palavras e projetos com a finalidade de confundir a opinião pública, e lá no Congresso Nacional, marcado em sua maioria pela corrupção e pelo ataque aos direitos sociais, as nossas agendas tem sido moeda de troca no jogo do que é a provado ou não.

Se o preconceito institucional faz com que dentro das Comissões no Congresso nossas pautas não andem, aqui fora, torna-se necessário muita coragem para vencer a violência. Nas comunidades para ser gay, lésbica ou travesti é extremamente arrisca e perigoso, e isso atinge a todos os LGBT, nas diversas classes sociais, porque mesmo que o individuo seja uma pessoa honesta e profissional, a LGBTfobia cultural torna-lhe um indivíduo de segunda categoria, sujeita a discriminações.

Vivemos em um período de exacerbação dos crimes de ódio a diversas populações, sendo que a comunidade LGBT tem sido largamente vítimas, nós pessoas LGBT encabeçamos as listas de violência letal, principalmente com requintes de brutalidade. Uma pesquisa do site homofobia mata do Grupo Gay da Bahia, constatou 445 crimes letais contra LGBT no Brasil inteiro por motivação LGBTfóbica, e ainda 58 suicídios no ano de 2017. Um aumento de 30% em relação a 2016, quando registraram-se 343 mortes. Este é um lado sangrento da notícia, pois o relatório é feito a partir de jornais do Brasil.

Por outro lado, não contamos com proteção social e as representações políticas institucionais têm adotado pouca ou quase nenhuma medida que vise reverter esse cenário de violência, tortura, preconceito e morte, sendo que muitos agentes públicos e políticos difundem o discurso de ódio e incitam a violência e a morte.

O dia de hoje precisa servir como momento para potencializar as reflexões relacionadas às causas geradoras das variadas formas de violências contra nossa população, que apesar de ter havido avanços, ainda é vulnerável e para defender a inserção de políticas públicas e de garantias de diretos com dignidade à população LGBT.

É importante nesse contexto que os poderes públicos constituídos, Governo Federal, Governo da Bahia, Prefeitura do Salvador, Empresas Privadas, se manifestem sobre as medidas potenciais e efetivas para garantir não somente a visibilidade em mídia, mas efetiva Gestão da Diversidade, principalmente a efetividade de direitos, resistência e existência de nossa população que sofre cotidianamente vítima da LGBTfobia. Isso inclui também apoio aos eventos culturais da comunidade LGBT, como Paradas entre outros.

E importe que a população LGBT não se acomode, não retroceda, não volte para os armários mesmo com esse contexto de ódio, violências e crimes letais. Não podemos negar quem somos, precisamos cada vez mais nos reafirmar em nossa identidade, colocar a nossa cara no Sol, garantir a nossa presença fortalecida na cena pública e nos territórios de identidades de forma organizada e combativa para mudar as leis e as políticas públicas.

Fortalecer é beijar, ser feliz e amar. Somente com a nossa presença, com os nossos rostos é que garantiremos uma existência digna, protegida, feliz e com amor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: