Início » NOTÍCIAS » GGB orienta sobre portar valores, documentos, bebidas e alimentos usar trasportes se mover no circuito do carnaval de Salvador. Dicas de comportamentos sexuais e paquera como por exemplo; “No carnaval, o homem baiano fica mansinho, mansinho”

GGB orienta sobre portar valores, documentos, bebidas e alimentos usar trasportes se mover no circuito do carnaval de Salvador. Dicas de comportamentos sexuais e paquera como por exemplo; “No carnaval, o homem baiano fica mansinho, mansinho”

Salvador, 21/02/2020 – O Grupo Gay da Bahia (GGB) divulga nesta sexta-feira, 21 de fevereiro, como de costume uma curiosa para o folião gay visitante curtir numa boa o carnaval de Salvador. Entre as sugestões dicas para deslocamento no circuito da folia, saúde, transporte, alimentos e bebidas e comportamentos sexuais. Neste item o Grupo avalia e orienta que no caso da Paquera o homem baiano no carnaval fica ” mansinho mansinho”. O Grupo não abre mão do sexo seguro ” o amor floresce na borracha” diz Marcelo Cerqueira presidente do Grupo Gay da Bahia. O GGB realiza no dia 24 de fevereiro às 16 horas na praça municipal o 23 concurso de fantasia LGBT do carnaval de Salvador o evento marca a originalidade e o luxo desses estilos na folia baiana.


Foto. Meramente ilustrativa Bloco As MUQUIRANAS

Confira as dicas na íntegra:

1- Leve cópias autenticadas de seus documentos básicos. Evite documentos inúteis, leve cartão SUS, plano de saúde, haja necessidade, caso aconteça algum babado.
2- Use pochetes dessas que se amarram na cintura. Nele, leve apenas o material citado acima e o dinheiro que vai precisar naquela saída, evite cartão de crédito. 
3- Evite demonstração em público com uso de celulares, máquinas fotográficas, filmadoras e outros equipamentos eletrônicos. Se for preciso usar o celular, faça-o em um local discreto. Vaciléia!
4- Se precisar ir ao banheiro, dê preferência a usar aqueles que fazem parte do circuito de carnaval. Não se distancie muito do circuito, pois isso pode representar algum grau de perigo.
5- O circuito Dodô e Osmar (Barra-Ondina) é praticamente à beira mar. Desse modo, evite locais com pouca iluminação que dão acesso à praia, pois eles podem possuir algum risco de furto, por exemplo. Se for fazer pegação tenha cuidado Elza.
6- No final do desfile do bloco, redobre a sua atenção. Geralmente, as pessoas chegam a essas na adrenalina e algumas fizeram uso de álcool, o que é compreensível, mas cuidado.Sugere-se que você pare, respire e concentre-se no que vai fazer daí pra frente. Exemplo, em Ondina, no fim dos blocos, a iluminação no local já se destoa do resto do circuito, o que pode favorecer algum risco, fique ligado.
7- Só use transporte público, táxi ou mototáxi que esteja devidamente licenciado pela Prefeitura Municipal do Salvador. Evite usar transporte clandestino! 
8- Se optar por chamar algum aplicativo que oferece serviço de transporte pelo celular, vá em local discreto, faça o seu pedido, decore a placa do veículo e em seguida guarde o seu aparelho.
9- Pegação cuidadosa. Ao longo do circuito Barra/Ondina, existem cerca de três pontos de pegação. Se cair na tentação, tenha cautela, não vá para locais sem iluminação e com pouca circulação de pessoas, como as pedras das praias, por exemplo. Além de incorrer no risco de cair ao mar, ser acertado por uma onda, existem alguns meliantes que podem se fazer confundir com “pegador” e acabar lhe roubando. Isso implica alto grau de risco. 
10- Procure não voltar no lixo, altas horas da madrugada. Saia da folia em um horário que você possa pegar algum transporte com comodidade, sem precisar andar muito.
11- Durante a folia, procure se alimentar consumindo alimentos que contenha grande quantidade de fibras, evite frituras, comidas a base de azeite de dendê que podem, para quem não tem costume, causar desconforto estomacal. Ninguém merece ficar assim, não é isso? Então, resista! Depois da folia, se jogue no acarajé.
12- Mesmo que você tenha acabado de conhecer o boy magia no bloco, camarote ou circuito, se desenrole por lá mesmo, evite levar o desconhecido para sua casa.
13- A proteção de cada LGBT está na organização de todos, então procure cuidar do seu semelhante. Percebendo que ele está entrando em uma cilada, interaja. 
14- Na paquera, vá com calma. No geral os homens aqui ao menos dessa época são mansos,querer diversão se perceber o “bofe escândalo” tá se exibindo sem camisa, primeiro olhe para ele deixando-o perceber que você o observa. Olhe e disfarce. Se ele retribuir, conquiste-o passo a passo. Não vá com muita sede ao pote. Mas, claro, avalie os riscos. Se tiver tudo favorável, dê logo a cantada de putona, assim, ele percebe que você é de atitude, nervoso.
15- Vai rolar sexo? Não passe vergonha. Faça a chuca, use camisinha e passe gel! Passar cheque é coisa muito feia. Hoje em dia ninguém mais passa cheque!
16- Quer mesmo fazer sexo oral? Use camisinha, não quer? Antes de cair de boca na folia, olhe bem de perto o folião, cheire e aperte. Vermelhão, erupções e odor? Se saia! Diminua os riscos. Tá bom!
17- Sexo em lugar público com expressiva passagem de pessoas é atentado, com menor de idade é problema, é chave, evite! 
18- Problemas com abordagens policiais, não esconda que é gay, viado ou como queira se identificar. Revele-se.
19- Não beba nada oferecido por estranhos, fique de olho na sua garrafa e no seu copo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: