GGB pede intervenção do MP junto a hospital por prevaricação e prisão do grupo que tentou matar transexual em Maiquinique.

Leandro Ferraz (D) e a vitima Natylla Mota Barreto, comerciante local. Salvador, Bahia, segunda-feira, 17 de outubro de 2016 – Do GGB, ás 12h. O presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB), Marcelo Cerqueira, após várias tentativas ontem, conseguiu falar por telefone com Natylla Mota Barreto, 21 anos, comerciaria em Maiquinique, sobre como ela sobreviveu ao…